quinta-feira, 30 de junho de 2011

PRAZO DE VALIDADE

Renato pediu demissão e há de convir que prestou um grande serviço ao Grêmio. Outrora como jogador, o ídolo desta vez se mostrou um gremista que seu clube, pois não fugiu da raia como treinador, fez o que pode, o que estava ao seu alcance. Afastou o clube do rebaixamento e o levou a Libertadores. Este ano porém, não acertou a mão em nada. Nas jogadas ensaiadas (que eram escassas), no psicológico dos jogadores, na afinação com a imprensa. E nem ao menos com sua torcida, que já não entoava seu nome com tanta convicção. Portanto, ontem à noite, ou inicio desta manhã talvez, tenha tomado a mais correta decisão que um grande gremista poderia tomar: O Pedido de demissão.
Não é fugir da luta, é apenas ceder o lugar a quem possa tirar mais deste plantel. Porque isso já sabemos que é possível. Ficou provado no ano passado. E quanto ao presidente Odone, ninguém pode dizer que ele estava omisso. Estava apenas aguardando pelo bom senso de Renato. Agora vejamos o que será daqui para frente. Espero que o novo treinador seja o Cuca, que já provou ser bom treinador quando tem grupo para trabalhar.
Até mais.

quarta-feira, 29 de junho de 2011

ESPERAMOS MUITO ESSA NOITE!

Hoje contra o fraco Avaí, o Grêmio tem a chance de amenizar a crise e começar seu verdadeiro caminho na competição que não deve ser nada menos que o título. O campeonato está no início e ainda devem haver muitos desdobramentos. Perda de pontos, lesões e muitos fatores também deverão contar a favor do tricolor. Porém esta noite, não podemos dar chance ao azar. É jogo para três pontos. Com a escalação simples e utilizando os melhores, teremos uma noite brilhante. Como se diz por aí, é bater em bêbado e chutar o cachorro morto.
Mas como o imponderável às vezes costuma entrar em campo, vamos cuidar para não terminar a noite no departamento médico com glicose na veia e vacina anti-rábica...

terça-feira, 28 de junho de 2011

OS TREINADORES E A IMPRENSA

Ontem no blog do jornalista Wianey Carlet foi aventada a possibilidade de Renato Portaluppi estar criticando a direção gremista nas entrelinhas de suas frases de efeito nas entrevistas coletivas. Ou seja, estaria usando a imprensa para colocar pressão na diretoria, através de apupos dos torcedores nas arquibancadas, desejoso de mais reforços para o grupo. Essa mesma diretoria para quem lembra, não era favorável à permanência do treinador para este ano. Mas com a campanha espetacular e a sapiência nas suas entrevistas, sempre defendendo a administração e agradecendo a  confiança de Duda Kroeff em seu trabalho, conseguiu mudar a opinião da direção atual para que continuasse um trabalho estava dando certo, mesmo com um bom plantel, mas não espetacular e nem ao menos "cascudo". Ninguém discute que o Grêmio perdeu muito com as saídas de Jonas e Borges, mas Renato também já não é nem sombra do que foi ano passado. Não põe um time ousado em campo, e usa a imprensa para cobrar a direção. Com a campanha que tem no Brasileirão, uma reunião à portas fechadas ainda é a melhor solução. Cabe ainda, lembrar ao treinador que a imprensa é uma via de duas mãos, pois quando seus cascudos estiverem em campo e o time não funcionar, a torcida e a direção não falarão nas entrelinhas, a crítica será explícita e a imprensa, vai adorar.

Até amanhã.

segunda-feira, 27 de junho de 2011

OPINE VOCÊ TAMBÉM SOBRE O GRÊMIO!

O Grêmio foi ao Rio de Janeiro esperando sair ao menos com um empate para manter uma campanha razoável até a estréia dos cascudos. A medida de colocar Marquinhos para jogar até era interessante, desde que um dos três meias fosse quase um segundo atacante, o que não se confugurava até a lesão do jogador. Um time apático e sem saber o que fazer com a bola nos pés era o que se via por haver apenas um homem de referência na frente. Quando Roberson substituiu Marquinhos, esperava-se que mais bolas fossem alçadas na área para que o garoto finalizasse como fez semana passada. Não precisa abdicar de jogar pelo meio de campo, com a bola nos pés tentando infiltrações, apenas variar as jogadas. Mas com Gabriel a todo momento fechando para dentro, não havia quem fizesse a jogada de linha de fundo. O Botafogo tem um time bem armado, mas o Grêmio não pode acreditar que fora de casa possa perder de todos os adversários. Portanto, para ganhar, tem que ousar. Embora todos respeitem as idéias de Renato, alguns jogadores poderiam chamar a responsabilidade para si e serem criativos, improvisando algumas jogadas. Curiosamente, o único que assumiu a postura do risco foi Rafael Marques. Que por vezes foi fazer a função de centroavante. Jogar com inteligência é jogar para ganhar. Quando se busca apenas um empate, perde-se.

Por favor, opine.

quarta-feira, 22 de junho de 2011

BONITA CAMISA, FERNANDINHO!

O foco de notícia no Grêmio por enquanto nessa semana, está voltado a coleção de camisa com a grife do Renato. "Bonita camisa, Fernandinho!" Diriam os mais velhos que lembram da propaganda. E é só isso. Propaganda, promoção. Quero ver mais movimentação é com futebol. Retornos de lesão, contratações...
Tá ficando chata inventar notícias para que o torcedor não fique a ver navios...
A notícia de que Douglas estaria de saída é chocante. Pois se ele não está jogando o que pode, ficar sem ele também seria terrível.
Esperamos sempre pelo melhor. Abraço a todos. Até amanhã!!

terça-feira, 21 de junho de 2011

DEFENSORES VALOROSOS, DESCUIDOS TENEBROSOS

Parecia que meu apelo havia sido atendido no início do jogo contra o Vasco. Muita luta e disposição, carrinhos, bons passes, enfim ATITUDE. Mas como tudo tem que ter uma dose de emoção, surge o pênalti.
O sorriso no rosto do torcedor que parecia não demorar a chegar, deu lugar à um sentimento de raiva e frustração. Tudo bem que Fernando Prass é um bom goleiro (formado no Grêmio, aliás), mas Gabriel bateu mal, quando todos esperavam que Douglas se redimisse da bola que anda jogando e fizesse o gol, simplesmente não o fez. Dizem por aí, que Borges foi embora porque não quis bater um pênalti....
Mas entendo a situação, porque há uma desculpa muito boa para não bater o pênalti. O "bruxinho" tinha que bater para mostrar que o "professor" está certo ao escalá-lo. A partir daí, ficou mais difícil, o Vasco ganhou moral no jogo e nos sufocou em pleno Olímpico. A defesa esteve muito bem, Saimon e Mário Fernandes lutaram bravamente e conseguiram formar um paredão que há tempos já não víamos. Mas uma falha de marcação no Bernardo (que fez o gol conscientemente, pois ele observa a posiçaõ do Victor), propiciou o gol. E aqui me refiro ao sistema defensivo, não apenas aos zagueiros. Estes descuidos não podem ocorrer.
Quando Roberson empatou o jogo, pensei: "Agora vão dizer que é a solução dos problemas, que é melhor que o Lins e outras babozeiras". O problema é tático. E atitude também. ESTÁ PASSANDO DA HORA DE ACORDAR, O CAMPEONATO É LONGO, MAS NÃO QUEREMOS VER NOSSO TIME SER ZOADO. PELO MENOS RAÇA TEM QUE TER.

ATÉ AMANHÃ.

sexta-feira, 17 de junho de 2011

PENSAMENTO CORRETO

Renato comandou treino ontem com Gabriel na lateral e Mário Fernandes na zaga. Grande sacada. Pois Gabriel poderá apoiar e terá Mário na cobertura. Porém, não esqueçamos da regra dos quatro zagueiros. Sempre quatro defensores na última linha de zaga para evitar gols bobos em contra-ataques. A convocação do Fernando foi um ganho para todos: Fernando, que é valorizado pela seleção, o Grêmio que poderá achar outra alternativa enquanto Gilberto Silva não estréia e Renato que não colocando o Fernando para jogar não o "queima", pois só o que se via em campo era um garoto nervoso que errava passes e fazia faltas desnecessárias. O Vasco é um bom time, mas ganhou a Copa do Brasil muito mais por seu centroavante e pela apatia do Coxa do que pelo futebol.
Podemos vencer e vamos vencer. Mas queremos uma grande atuação também. E Douglas mostrando que merece nosso aplauso e nossa paciência.
Até mais!!

quinta-feira, 16 de junho de 2011

ENCHENDO LINGÜIÇA

Depois da semana passada em que citei que o Grêmio estava se mobilizando para contratar jogadores e acertar o plantel para o resto da temporada, a coisa novamente estagnou. Renato pôe no grupo principal o menino Yuri Mamute muito mais para a imprensa ter assunto e não pegar no pé da direção do que qualquer outra coisa. Jogadores como Marcos Bambam e outros de pouca expressão que estão chegando, são apenas experiências. No momento, precisamos de jogadores prontos que venham adicionar qualidade ao time. Vamos parar de encher lingüiça.

Até amanhã.

quarta-feira, 15 de junho de 2011

INQUESTIONÁVEL

Mais uma vez, Renato toma partido de Douglas e sai em defesa dele dizendo que tirá-lo do time seria uma punição ainda maior para o Grêmio que ficaria sem seu grande jogador. Até aí, tudo certo. Mas, lembram-se do Borges? Aquela desculpa de que o Borges "se achava" e ficava esculachando os companheiros, para mim é conversa fiada. A contradição nestes casos chama a atenção. Hoje, Douglas só é inquestionável  porque no início do ano o Souza foi dispensado. Podia-se até dizer que Souza se machucava demais, mas enquanto estava em campo, tentava arremates, cobranças de falta, alguns passes e lançamentos. Por vezes, errava. Mas aparecia no jogo. Douglas está burocrático. Se a fase de Douglas não melhorar, o 3-5-2 e até mesmo um 3-4-3 seria uma boa opção.

VOCÊ LEMBRA?

Time do Grêmio campeão da primeira Copa do Brasil:
1-Mazarópi
2-Alfinete
3-Edinho
6-Luiz Eduardo
4-Hélcio
5-Jandir
8-Lino
10-Cuca
7-Assis
9-Kita
11-Paulo Egídio

Técnico: Cláudio Duarte

Até amanhã!!

terça-feira, 14 de junho de 2011

CORPO E MENTE

Douglas não se reapresentar na volta aos treinos é novidade. Ultimamente o que não era novidade, era a fuga dele durante os jogos. Alguns que assistiam de fora do campo, já haviam percebido isso. Um jogadoraço, mas que nos últimos tempos, anda desligado do Grêmio. Depois que serviu à seleção, Douglas é outro. Usaria a palavra "jogador" quando lembrei que "jogador" é o que joga. Entrar em campo, não é jogar. Esperar a bola no pé com a camisa do Grêmio, não é jogar. É acomodação, conformismo ou preguiça. Quando se veste esta camisa, corpo e mente tem que estarem focados. O salário está bom, em Porto Alegre é bom de se viver. Então porque, Sr. Douglas, não se esforçar para esta torcida que apóia e canta o teu nome esperando que tu sejas genial ao menos uma vez a cada jogo? O que te prende? Quando errou aquele passe no último jogo, entregando o gol ao adversário, onde estava tua mente? Bola no corpo e mente na bola é o que está faltando. Esqueça o "professor" e faça por si mesmo. Seja o Douglas do Corínthians ou aquele do ano passado aqui mesmo no tricolor. Mas volte a brindar nossos olhos com bom futebol e  tua carreira com títulos, convocações e o que seja. Mas esteja FOCADO NO GRÊMIO. Com muito menos futebol e muita garra, nós saudamos jogadores como Sandro Goiano, Pereira, Luís Mário, entre outros...

segunda-feira, 13 de junho de 2011

CRÔNICA DA MORTE ANUNCIADA

O sábado nos trouxe algumas verdades sobre o time do Grêmio. Porque time, e não plantel?
Porque por mais que outros jogadores estejam desempenhando bem o seu papel em campo e outros estejam pedindo passagem, ficam  no banco de reservas e nem testados são. Renato não abre mão de seus "bruxos". A mudança de esquema para que se colocasse o Gabriel em campo foi uma aberração. Não estou dizendo que não apoio a surpresa tática. Apenas que, quando se vê que não deu certo o pensamento original, volta-se a fazer o simples. Mas sem demora, porque o relógio não pára. Este foi um erro. Esperou demais para mudar e quando mudou, melhorou. Mas a bruxaria pesou de novo e Mário Fernandes foi sacado para em campo ficar um jogador que não sabe marcar. Da mesma forma, Neuton saiu para Lúcio ir para a lateral. Contra jogadores rápidos como Lucas e Dagoberto não se brinca. E ainda tinha o Marlos...
Talvez o Grêmio não vencesse mesmo a partida, mas não poderia ter jogado com tanto medo e displicência. O erro de Douglas foi cabuloso, mas acontece. Já o golzinho em impedimento fica por conta do lobby paulista...

FERNANDO

Fernando é melhor que Willian Magrão? Não. Vílson como volante não faria melhor a função do que um nervoso a atrapalhado Fernando? Sim. Fernando ainda não está pronto para o Grêmio, a pressão está grande, ele sabe que não é titular e acaba errando passes e fazendo faltas ridículas, fora o posicionamento incorreto. Para o bem dele, Renato tem que tirá-lo do time. Não vamos queimar um jovem talento, temos que emprestá-lo. E, por favor, chega de bruxaria.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

COM QUE ROUPA EU VOU?

Ouvi nas rádios notícias sobre o treinamento de dois esquemas para o jogo contra o São Paulo. O tradicional 4-4-2 e um 4-5-1. Este segundo com os meias abertos (Lúcio na esquerda e Gabriel na direita), pode dar certo se a disposição for para atacar. Pressionar os laterais adversários com investidas pelas pontas, utilizando-se de cruzamentos para a área, visto que haverá apenas Júnior Viçosa na frente é uma boa. Mas para isso a defesa não poderá sair muito. É fundamental que fiquem pelo menos quatro defensores atrás para evitar o contra-ataque com Lucas e Dagoberto. E cometer falta, só no meio- campo. Procurar marcar homem a homem e se ficar alguém sem marcação que seja um zagueiro desde que, não seja em bola parada. A dúvida é: Gabriel e Lúcio não são marcadores e sim apoiadores. Se o Grêmio não conseguir atacar nos primeiros vinte minutos, é preciso voltar ao esquema original. Se Renato não quiser escalar o Lins, não tem problema. Por ali podem jogar Mithiuê e Escudero. Só não podemos ficar refém de esquema. Se tiver que corrigir, que não se espere, porque depois que levar gol, fica pior. Eu acredito na vitória e até tenho um palpite: Gol do Rafa Marques de cabeça, igual ao do Pereira. Relembre no link.
AVANTE GRÊMIO!!!Gol do Pereira

quinta-feira, 9 de junho de 2011

VARIAÇÕES SOBRE O MESMO TEMA

A COPA E O CENTROAVANTE

A Copa do Brasil foi decidida em um jogaço ontem no Couto Pereira, com o Coritiba pressionando o Vasco desde o início para tentar o título inédito. Boa criatividade, boa marcação, imposição, torcida pegando junto, mostrando porque até agora era o time do momento. Mas, eis que surge ele: o centroavante.
O centroavante é aquele cara que quando não faz gols é o pior do mundo, mas está sempre lá. Ele não precisa tocar na bola constantemente, desde que, quando faça, seja decisivo. Pois Alecsandro foi. Posicionamento perfeito. Pediu a bola e fez o gol. É bom ver este tipo de jogador. Borges também era o pilar do Grêmio, se o time estivesse com o entrosamento de hoje, era titular absoluto. Dois centroavantes incompreendidos por suas torcidas, fazem a alegria de outras praças. 

HISTORINHA DO CASCUDO

Na minha infância, havia na turma um menino que "jogava bola" de um jeito tosco, mas eficiente. Seu nome era Marcelo. Pegava a bola e saía correndo em direção ao gol e chutava com tanta força que, quando não marcava, fazia o goleiro adversário correr pelo menos 20 metros para buscar a bola fora do campinho. Um dia perguntamos para ele porque ele fazia aquilo. Ele,sabendo de suas limitações disse:`Só sei jogar assim. Não sei driblar, passo muito mal, mas toca a bola pra mim que eu resolvo.
Marcelo era CASCUDO, e não sabia jogar, mas resolvia. Espero que Renato sabia procurar por CASCUDO que saibam jogar bola e resolvam. Mesmo assim, OBRIGADO MARCELO.

ATÉ AMANHÃ.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

AÇÃO E REAÇÃO

Toda ação gera uma reação. Isso é a lei da física, mas também se aplica ao futebol. Vejamos:

O jogo contra o Bahia nos provou que quando há treinamento, entrosamento e empenho se ganha uma partida. às vezes, até com sobras. Quando se deixa para trás o pensamento do comodismo e busca-se o gol incessantemente, a vitória acontece. Sou leitor do blog do grêmio da globo.com, e vejo muitos torcedores esbravejando contra um time que voltou a vencer. Temos sim que melhorar a equipe, mas analisando os plantéis dos outros clubes, quantos são melhores do que nós? Dois ou três, no máximo. Nossa "gurizada" joga muito, Renato está convivendo menos com lesões e isso é preponderante para o entrosamento. Contra o São Paulo, podemos propor o jogo, partindo para cima. Eles não são espetaculares, assim como nós também não somos. O diferencial está no lobby nacional (principal aliado de paulistas e cariocas), Rogério Ceni, Lucas e Dagoberto. O restante se igualam a nós ou somos melhores. Pressão na saída de bola para jogar fora de casa, é um bom começo. Esperar o adversário é morte certa. Vamos gerar a ação e esperar que a reação são-paulina fique para depois do jogo.

SELEÇÃO

A seleção brasileira não fez um jogo bonito ontem, apenas a festa foi bonita. Talvez Mano tenha razão, devido às muitas alterações, não exista entrosamento necessário para jogar bonito. Mas não precisa, só precisa buscar o gol e não ficar tocando a bola para trás contra a "poderosa" Romênia. Definir um esquema, e como ele mesmo disse: Conversar olho no olho com alguns jogadores que, como Robinho, não estavam ligados no jogo. Jogador importante é aquele que cumpre sua função e ainda contribui com algo mais, como o suor. Contra a ação gerada com a má atuação de ontem, a torcida reagiu com as vaias.

VICTOR

Victor é um ótimo goleiro, nosso ídolo e tal. Mas não tem sorte pois, no jogo de ontem, a bola não chegou para que ele fizesse alguma defesa importante. Sem ação, sem reação. Victor merece toda sorte do mundo, mas na MINHA opinião, vejam bem, na MINHA opinião, enquanto Júlio César tiver condições e não perder a humildade, ainda é o goleiro da seleção.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

DE BOM TAMANHO

O Grêmio venceu o Bahia por 2 x 0 na tarde de domingo jogando um futebol de especulação, tentando entrar na área do adversário com toques de bola, envolvendo a defesa adversária e, na maioria das tentativas levou vantagem. A excessão ficou por conta de Lins que, se falta qualidade ao menos não falta esforço na procura do gol. Guardadas as proporções, até me lembrou o Jonas no seu início no Grêmio. Cabe lembrar que, o Lins não se escala. Ele é escalado porque deve apresentar alguma coisa nos treinos para isso. Voltando ao jogo, embora o gol tenha saído cedo, o time continuou pressionando a adversário como deve ser feito sempre, sobretudo dentro do Olímpico. Douglas tem que botar a cabeça no lugar e apressar menos as jogadas se não tiver confiança para o passe final, pois este passe errado é tão mortal quanto um frango ou uma desantenção da defesa. Mário Fernandes tem jogado o "fino da bola". A qualidade de passe e de avanço ao ataque é impressionante fora a capacidade para desarmar e driblar. A defesa esteve bem, Fernando não.Errou muitos passes e Viçosa fez o que sabe, o simples. Não precisa ser espetacular, tem que ser eficiente. Escudero tem que tentar manter a bola perto dos pés, pois ele adianta demais a bola e a perde. E Marcelo esteve ótimo. Renato soube como armar o time, mas poderia ter feito as substituições mais cedo. Agora com as contratações chegando, podemos melhorar. E estamos em 5º lugar.
Não podemos reclamar, o plantel é bom, apenas tem que estar tranqüilo para jogar por música como fez no final do ano passado.
Até amanhã!!!

sábado, 4 de junho de 2011

À TODA PROVA

Amanhã meus amigos, será o início de um novo jeito de jogar do Grêmio. A apatia que estava tomando conta do grupo e o baixo astral com as críticas da imprensa e da torcida vão acabar.
O jogo contra o Bahia será o marco histórico em que a camisa tricolor novamente se fará forte e destemida, sempre buscando o gol mesmo que tenha a vantagem no placar porque esse é o espírito do Grêmio. Não é jogar bonito (se puder fazê-lo melhor), mas jogar com raça e amor à camisa. O profissional do futebol tem que ter a consciência que jogar bola não é simplesmente um trabalho. É também uma diversão. Quantos de nós, torcedores, não gostaríamos de estar todos os dias treinando ou jogando, pisando no palco do espetáculo do futebol?
GRÊMIO QUERIDO E IMORTAL (A ALMA NUNCA MORRE): TE PEDIMOS QUE AFLORE NA PELE A GARRA DE GLÓRIAS PASSADAS, QUE NA VEIA SINTA PULSAR O SANGUE QUE LAVA A HONRA DA CONQUISTA E NUNCA DESISTA DE UMA DIVIDIDA, POIS DO LADO DE FORA TERÁS UMA NAÇÃO TE APOIANDO E GRITANDO TEU NOME. LEMBRE-SE QUE NO OLÍMPICO QUEM MANDA SOMOS NÓS, "SANGUE NO ZÓIO" ATRÁS DA VITÓRIA.

BOA VITÓRIA A TODOS NÓS GREMISTAS!

sexta-feira, 3 de junho de 2011

SANGUE DOCE

O Bahia vem à Porto Alegre de sangue doce, embora o discurso seja de que o jogo vai ser difícil e o empate é um bom resultado, eles querem a vitória. E como pensam em conseguir isso? Arriscando.
O ataque do Bahia é rápido, assim como o meio-campo. Eles vem para atacar, porque o objetivo este ano é manter-se na primeira divisão e este jogo no Olímpico é dado como três pontos perdidos, portanto arrisca-se. O Grêmio jogando com dois laterais ofensivos como Gabriel e Lúcio, terá que abafar desde o início do jogo para não os deixarem passar da linha divisória. Já vimos que jogando assim, as laterais viram avenidas para o adversário. Podemos fazer um dos laterais ofensivos esperarar no banco e jogar apenas com um deles, e então teríamos sempre um lateral-zagueiro na cobertura, sem a necessidade de pressionar à mil por hora o jogo inteiro. O importante é manter a tranqüilidade na defesa, para atacar com consciência e esperar que Douglas esteja iluminado. Boa sorte a todos nós Gremistas.

quinta-feira, 2 de junho de 2011

PERSONALIDADE

O Grêmio continua trabalhando para formar uma boa equipe, tem trazido bons reforços e com a antecipação da abertura da janela, existe a possibilidade de ainda chegarem outros jogadores solucionar os problemas da equipe em posições carentes como a zaga. A pesquisa por bons atletas no exterior tem que ser cansativa pois essa brecha é aberta apenas uma vez e não se pode perder a oportunidade. Os vencimentos de contrato também tem que ser averiguados tanto para trazer jogadores, quanto para renovação e dispensa. Os dirigentes cometem um erro quando esperam que o time faça boa campanha para angariar fundos com premiações e patrocínios para depois renovar contratos dos jogadores que já estão no grupo. Nesse caminho perdemos Jonas. Isso não pode acontecer de novo. A expectativa de boa campanha neste campeonato é muito boa na minha visão. Sou sempre otimista, mas se o time não render,  posso criticá-lo também. É importante que se proteste, desde que, aquilo que for escrito ou falado tenha fundamento. Este blog está a disposição para ouvir opiniões diversas, desde que com educação e inteligência. Amanhã, comentário de pré-jogo contra o Bahia.

quarta-feira, 1 de junho de 2011

BEM VINDOS AMIGOS

VOU COMEÇAR O PRIMEIRO POST DESTE BLOG COM O ORGULHO DE QUEM ESCREVE NÃO SÓ PARA OS APAIXONADOS PELO GRÊMIO MAS TAMBÉM AQUELES QUE NÃO ABDICAM DA RAZÃO PARA FAZER SEUS COMENTÁRIOS E DESABAFOS. O FUTEBOL É UM SHOW À PARTE PELA SUA EMOÇÃO E PELO QUE FICA NA HISTÓRIA. O FANATISMO CEGO COSTUMA ATRAPALHAR NA HORA DA CRISE  CRIANDO SITUAÇÕES QUE SE TORNAM ARREMEDIÁVEIS(VIDE JONAS E BORGES). DA MESMA FORMA, QUANDO SE GANHA NÃO SE PODE ACHAR QUE ESTÁ TUDO "DOMINADO", SE PUDER JOGAR MELHOR, É EXCELENTE MAS, SE MANTER EM UM NÍVEL ACEITÁVEL DE BOM FUTEBOL TAMBÉM NÃO MACHUCA NINGUÉM. O GRÊMIO VIVE UMA FASE DE TRANSIÇÃO EM QUE NÓS, GREMISTAS TEMOS A OBRIGAÇÃO DE AJUDAR. O GAUCHÃO PASSOU, A LIBERTADORES TAMBÉM, AGORA COMEÇA VIDA NOVA PARA TODOS. O BRASILEIRÃO É UMA EXCELENTE CHANCE PARA RENATO PROVAR QUE A CAMPANHA DELE NO ANO PASSADO NÃO ACONTECEU DEVIDO A PRESSÃO QUE ERA MENOR EM SUAS COSTAS POR PEGAR A EQUIPE ENTRE OS REBAIXADOS, POIS O QUE VIESSE SERIA LUCRO E ELE SERIA PERDOADO EM CASO DE FRACASSO. AGORA É DIFERENTE, TEMOS QUE GANHAR E PROVAR QUE NÃO FOI FOGO DE PALHA. MAS AINDA ESPERAREMOS PELOS REFORÇOS E PELA VOLTA DOS LESIONADOS. SE NÃO ACONTECER O BOM FUTEBOL, AÍ SIM PODEREMOS COBRAR MAIS DE TODOS: TÉCNICO, DIRIGENTE E JOGADORES.
POR HORA É ISSO, E QUEM QUISER OPINAR O BLOG ESTÁ AÍ. A ÚNICA RESALVA QUANTO AO BLOG SÃO AS PALAVRAS DE BAIXO CALÃO QUE NÃO SERÃO PUBLICADAS E SIM EDITADAS.

FORÇA GRÊMIO!!!