terça-feira, 21 de junho de 2011

DEFENSORES VALOROSOS, DESCUIDOS TENEBROSOS

Parecia que meu apelo havia sido atendido no início do jogo contra o Vasco. Muita luta e disposição, carrinhos, bons passes, enfim ATITUDE. Mas como tudo tem que ter uma dose de emoção, surge o pênalti.
O sorriso no rosto do torcedor que parecia não demorar a chegar, deu lugar à um sentimento de raiva e frustração. Tudo bem que Fernando Prass é um bom goleiro (formado no Grêmio, aliás), mas Gabriel bateu mal, quando todos esperavam que Douglas se redimisse da bola que anda jogando e fizesse o gol, simplesmente não o fez. Dizem por aí, que Borges foi embora porque não quis bater um pênalti....
Mas entendo a situação, porque há uma desculpa muito boa para não bater o pênalti. O "bruxinho" tinha que bater para mostrar que o "professor" está certo ao escalá-lo. A partir daí, ficou mais difícil, o Vasco ganhou moral no jogo e nos sufocou em pleno Olímpico. A defesa esteve muito bem, Saimon e Mário Fernandes lutaram bravamente e conseguiram formar um paredão que há tempos já não víamos. Mas uma falha de marcação no Bernardo (que fez o gol conscientemente, pois ele observa a posiçaõ do Victor), propiciou o gol. E aqui me refiro ao sistema defensivo, não apenas aos zagueiros. Estes descuidos não podem ocorrer.
Quando Roberson empatou o jogo, pensei: "Agora vão dizer que é a solução dos problemas, que é melhor que o Lins e outras babozeiras". O problema é tático. E atitude também. ESTÁ PASSANDO DA HORA DE ACORDAR, O CAMPEONATO É LONGO, MAS NÃO QUEREMOS VER NOSSO TIME SER ZOADO. PELO MENOS RAÇA TEM QUE TER.

ATÉ AMANHÃ.

Nenhum comentário:

Postar um comentário