quarta-feira, 20 de julho de 2011

ALGUÉM TEM UM PAULO NUNES OU JARDEL PARA VENDER?

A janela de transferências é algo que mexe com a cabeça dos dirigentes de futebol do país porque o retorno em termos de marketing é vantajoso com venda de camisa, cotas de TV e coisas assim. Porém nem sempre a contribuição da contratação de peso se justifica. Pagar caro pela transferência ou pelo salário exorbitante de quem já tem visto no exterior nem sempre é garantia de bons resultados.É claro que muitos desses tem qualidade fora do normal, mas será que tem o estilo, a pegada e, sobretudo, a alegria de estar jogando no nosso clube? Será que as cifras não fazem muito mais sentido para esse atleta do que "recuperar seu futebol num clube grande como o Grêmio?". O discurso é sempre o mesmo. Gilberto Silva é uma questão à parte porque sabe que está no final da carreira e poderia escolher qualquer clube do Brasil para jogar e Fábio Rochemback tem identificação com o nosso futebol. Portanto, nestes até vejo algum motivo para estar aqui. No mais, cabe aos dirigentes, garimpar bons jogadores pelo país, alguns reservas de clubes de ponta também poderiam dar certo aqui desde que bem observados e conscientes que o Grêmio é tão grande quanto um Flamengo ou Corínthians e que aqui não é estaleiro para acomodar-se e ficar recebendo sem jogar. De repente, até poderemos encontrar alguns Jardéis e Paulo Nunes por aí....

meu blog  http://www.conscienciagremista.blogspot.com/

Até mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário