quinta-feira, 1 de setembro de 2011

CARGA EMOCIONAL

O Grêmio vem sofrendo com a constante roubalheira que lhe vem sendo aplicada durante o campeonato. Pênaltis inexistentes, cartões fora de proprósito, intimidação por parte dos árbitros, jogadores denunciados por imagens...Tudo isso, não se vê em Flamengo, Corínthians, entre outros mais afortunados sejam financeiramente ou popularmente. Por muito tempo, achei que o bairrismo exacerbado do povo gaúcho contribuía para ranso que os outros Estados têm para conosco. Quando o hino Riograndense ecoa nos campos de futebol da Dupla GRENAL  e o Hino Nacional é apenas um sussurro ou é ignorado, eu costumava ficar descontente com aquilo, afinal faça parte desta nação, mas nossos clubes parecem pertencer a alguma confederação de futebol independente que têm seus afiliados (Grêmio e Inter), fazendo participação especial no certame. Com a condição de nunca vencer a competição e deixar que os árbitros apitem seus jogos com parcialidade demasiada e sem o direito a reclamações posteriores.
Enquanto esses fatos bizarros contra o Grêmio continuarem a acontecer, não haverá esquema, contratação, protesto, troca de treinador que fará o time almejar por algo melhor. De hoje em diante, em termos de futebol, me declaro gaúcho acima de tudo. Já que o Brasil não nos quer, que o hino Riograndense tome conta do Estádio Olímpico e faça-se minutos de silêncio para o Hino Nacional como protesto.

ATÉ AMANHÃ, GREMISTA INDIGNADO.      http://www.conscienciagremista.blogspot.com/ 

Nenhum comentário:

Postar um comentário