quarta-feira, 5 de outubro de 2011

UNS DEMAIS OUTROS DE MENOS

Antes de falar do confronto contra o Santos esta noite, queria que todos fizessem uma reflexão sobre alguns "torcedores" do Grêmio. O que pensa quem vai ao treino para vaiar quando o time está dando resposta dentro de campo? Embora Brandão e André Lima não estejam no mesmo pique do restante dos jogadores, colaboram sendo o atacante isolado da frente. Perguntem a eles se a tarefa é fácil. Não é. Maior responsável por isso é Roth e não os atletas. Como já disse, Miralles seria a melhor opção porque sabe abrir espaços nas defesas para a chegada dos meias. Vaias no treino só servem para enervar os jogadores e tirar a concentração dos mesmos. Outra coisa que chamou a atenção foi o trapo para Mário Fernandes. Embora a recusa de representar a seleção tenha sido uma atitude que agradou a quase todos em nível nacional (menos a mim que ainda sou brasileiro), os motivos pelo qual aconteceu não merecem tal homenagem. É claro que o Grêmio tem que proteger o atleta porque ele é craque e sem ele perdemos muito, mas passar a noite na balada sabendo que tinha que viajar é algo irresponsável. E se fosse viajar com o Grêmio? Ganharia um trapo ou estaria no mesmo grupo do Brandão? É para se pensar.
O tricolor pode vencer o Santos, porém não podemos nos descuidar da marcação em Borges. Se o mesmo ainda estivesse vestindo nossa camisa, com certeza estaríamos muito melhor. Com as baixas de Ganso e Neymar, o Peixe não tem condições de fazer frente a não ser na bola parada que ainda é uma preocupação para nós.

Até mais.   http://www.conscienciagremista.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário