segunda-feira, 7 de novembro de 2011

FATOR PSICOLÓGICO

O que escrevo agora, serve para que façamos uma reflexão a respeito sobre o que Grêmio poderia alcançar neste Brasileirão.
Vejam: Toda vez que o Grêmio teve um objetivo menos importante, ou de menor grandeza como escapar da segundona, por exemplo, o time soube sobressair-se ao adversário e vencer seus jogos.Vingança contra R-10, não deixar Borges jogar, etc... Estes foram os "incentivos" do tricolor para vencer. Quando ganhava moral, Celso Roth ia para os microfones dizer que a classificação à Libertadores era possível e no jogo seguinte a derrota dava as caras novamente. O medo de ser feliz dos atletas é algo impressionante. Não venha me dizer que os plantéis de Ceará, América-MG, Atlético-MG são melhores que o nosso porque não são. Faltou regularidade e serenidade do treinador que acerta muito e erra na mesma proporção. No sábado quando éramos 11 contra 11, tentamos entrar com bola e tudo para dentro da goleira e quando nos sobrou um jogador começamos a chutar de fora da área. Dá pra entender? Espero que Roth não renove porque temos que ter orgulho do time o ano inteiro e não por prazos determinados. Com dois ou três reforços e mais um treinador que seja regular, estaríamos bem para a próxima temporada . Sugiro Caio Júnior.

http://www.conscienciagremista.blogspot.com/

Nenhum comentário:

Postar um comentário